Coronavírus no Brasil – Informações e status

Entenda agora o que é o coronavírus e os impactos dele no Brasil até o momento.

Coronavírus – A pandemia

O coronavírus tem causado pânico e caos no Brasil assim como em todos os 212 países infectados até dia 9 de Abril de 2020. Não é à toa que tudo isso tenha sido causado por um organismo invisível ao olho nu.

A partir de agora vamos conhecer a trajetória desse novo vírus que tem assolado o mundo inteiro e causando a infecção e o óbitos. Confira agora no estou crescendo!

O que é o novo Coronavírus?

O Coronavírus é um vírus RNA de fita simples positiva que têm infecção imediata assim que contamina o sistema respiratório.

Quais os sintomas do novo coronavírus?

O coronavírus, COVID-19 ou SARS-CoV-2 como também é conhecido, ao ser transmitido a nossas vias aéreas liga-se a uma proteína, sua porta de entrada para infeccionar o nossos sistema respiratório. Essa proteína chama-se Angiotensina e atua no controle da nossa pressão arterial, no tecido epitelial da sistema respiratório, entre outros tecidos do corpo.

O COVID-19 pode causar de sintomas de resfriados leves a síndrome respiratória aguda grave, dependendo se a pessoa está com imunidade equilibrada ou não e se está dentro do grupo de risco ou não.

O grupo de risco possui uma maior probabilidade de desenvolver o quadro grave dos sintomas. Esses sintomas podem incluir insuficiência respiratória que pode levar ao comprometimento dos pulmões e no pior dos cenários o óbito do paciente.

Como o novo coronavírus é transmitido?

O corona se transmite através do contato com pessoas infectadas. Esse contágio ocorre principalmente através do contado com gotículas do infectado transmitidas através de espirro, tosse ou saliva. Por isso, a necessidade do isolamento social tão falado pela mídia, Ministério da saúde e pela OMS.

Como evitar a contaminação do coronavírus?

A principal estratégia é o isolamento social. Medida já tomada pelo Brasil, ainda que estabelecimentos e instituições essenciais ainda funcionem, como segurança, saúde, transporte de insumos essenciais, alimentação e farmácias.

A outra estratégia principal é a higienização com água e sabão e com álcool 70%. Isso permite desestabilizar a membrana celular do vírus incapacitando-o de entrar em nossas células e nos infectar. 

Além disso, o uso de máscaras e evitar ficar pegando no rosto ajuda a evitar a infecção do vírus, assim como manter uma distância de no mínimo 2 metros para outras pessoas.

A alimentação e exercícios físicos são outra forma de lutar contra o vírus. Visto que essas duas estratégias ajudam a manter o sistema imunológico equilibrado e efetivo.

Coronavírus primeiros casos no Brasil

O Brasil e o mundo começou a ouvir notícias sobre os primeiros casos do novo coronavírus na China desde o dia 11 de janeiro quando o governo chinês tornou público o caso para a Organização Mundial de Saúde (OMS). Mesmo já existindo notificações e suspeitas de casos desde dezembro de 2019. 

Mas o primeiro caso notificado só no dia 26 de fevereiro. O primeiro infectado registrado no brasil foi um senhor de 61 anos que tinha visitado a Itália, país que já estava com casos do vírus.

Consequências dos primeiros casos para o Brasil

Depois desse primeiro caso o país começou a quarentena e suspendeu as aulas em escolas e universidades. Foi recomendado que aglomerações fossem evitados e que a saída de casa só acontecesse em último caso. 

Assim, a maioria dos estabelecimentos foram gradativamente fechando nos principais centros. Em algumas cidades o comercio passou a funcionar em horário reduzido e medidas restritivas foram voluntariamente aplicadas.

Além disso, houve uma corrida para comprar máscaras, luvas e álcool 70%. Isso causou a fala de EPI inclusive para a comunidade médica que tanto precisa para se proteger do contato direto com infectados. 

Essa escassez desse máscaras e álcool principalmente causou a cobrança de preços abusivos e a mobilização de algumas empresas na doação desses produtos, como foi o caso da AMBEV. 

Além da quarentena o governo viabilizou a compra de teste do vírus, material de EPIs e novos leitos assim como os equipamentos necessários. Todos já comprados ou em processo de obtenção. 

Fake news e o coronavírus no Brasil

Desde a última eleição a quantidade de fake news tornou-se um problema de ordem pública. Com o coronavírus não poderia ser diferente.

As mais diferentes e absurdas fakes foram disseminadas principalmente pelo Whatsapp e pelo Facebook. As notícias tentam desqualificar a importância do isolamento social, a quarentena. Outras propunham que água quente com limão e alho eram suficientes para evitar a infecção do vírus.

Houve ainda notícias batendo o martelo para a cura com remédios ainda em testes. Outras falando de causos falsos de mortes causadas por outras situações e que estavam sendo colocadas como coronavírus sem ser.

Ainda há a disseminação de links falsos de possíveis doações de álcool em gel e até ovo da páscoa. Não podemos esquecer das teorias da conspiração envolvendo a china e o uso do coronavírus como arma biológica. 

Atual status do coronavírus no Brasil

O coronavírus tem atualmente 15.927 casos confirmados, 800 óbitos e 5% de letalidade até 8 de abril, esses dados podem ser acompanhados constantemente pelosite do Ministério da saúde.

Os dados por região do COVID-19 são:

  • Norte  1222 – 7,7%
  • Nordeste 2825 – 17,7%
  • Centro-Oeste 842 – 5,3%
  • Sudeste 9487 – 59,6%
  • Sul 1551 – 9,7%

Espera-se que o pico do corona no Brasil seja do final de abril para o início de maio.

Saiba sobre como se prevenir, qual o status do Brasil mais atual e muitas outras informações sobre o coronavírus no Brasilno site da Drogaria São Paulo.

Confira as redes da Drogaria São Paulo:

Add Comment